Entenda como é o tratamento de psicanálise para crianças

imagem de psicanálise para crianças durante a brincadeira

Geralmente, a fala do paciente é a ferramenta terapêutica mais utilizada pela Psicanálise. Contudo, dadas as especificidades do público infantil, os terapeutas precisam se valer de outras técnicas para alcançar os objetivos propostos.

A estruturação psíquica diferente e o fato de que as crianças podem ainda não falar, faz com que a via de trabalho recomendada seja o uso das brincadeiras. A partir do lúdico, é possível alcançar as experiências reprimidas e influenciar positivamente nos rumos do desenvolvimento da criança.

Muitas demandas são referentes a comportamentos desadaptados e a intervenção precisa se ater ao processo de aprendizagem. Um profissional especializado e que pode ser fundamental nessa tarefa é o psicopedagogo.

Quer saber um pouco mais sobre o trabalho desse profissional e como é a psicanálise para crianças? Continue a leitura e saiba mais!

A importância dos pais no tratamento

Os sintomas apresentados pelas crianças normalmente se referem a algo que foi omitido ou não verbalizado pelos pais. Por isso, escutá-los é essencial para a compreensão ampliada do caso. É muito comum o surgimento de novos fatos e elementos que ocorreram na vida da criança e que são pontos-chave para a abordagem das questões que estão sendo trabalhadas.

É papel do psicopedagogo ouvir e principalmente acolher as angústias dos pais. Ele também pode detectar a necessidade de um acompanhamento específico para eles e dar os encaminhamentos adequados. Dessa forma, o atendimento pode ser feito de maneira mais integral e as chances de que o cuidado com a criança seja bem-sucedido aumentam exponencialmente.

A necessidade de um ambiente agradável, acolhedor e equipado

Crianças costumam se atentar a cores, texturas e sons do ambiente. Para que o psicopedagogo consiga atingir melhoras substanciais na adaptabilidade dos comportamentos da criança, um ambiente aconchegante, estruturado e que conte com os materiais necessários é fundamental.

Uma boa diversidade de brinquedos pode ser o diferencial para que a criança se expresse livremente e o atendimento se torne fluido e efetivo. Assim, esse momento se torna mais prazeroso para a criança e mais produtivo para o psicopedagogo, que pode explorar muito mais as possibilidades de aprendizagem dos pequenos.

O uso da criatividade na psicanálise para crianças

É interessante que as intervenções da psicanálise para crianças partam do brincar.  É preciso imaginação para mergulhar no fantasioso mundo infantil e é comum que muitos profissionais não se arrisquem no cuidado com crianças dado o alto grau de dificuldade da área.

Além de um número variado de brinquedos, é preciso que o psicopedagogo utilize sua criatividade para acompanhar a criança nas diversas atividades lúdicas que são desenvolvidas. Quanto mais atividades produzirem juntos e quanto maior for a interação entre psicopedagogo e criança, melhores serão as oportunidades de intervenção, e, consequentemente, os resultados serão potencializados.

Infindáveis são as formas possíveis de cuidado propostas pela psicanálise para crianças. Para além do contexto de trabalho dos psicopedagogos, podemos sempre valorizar algumas lições imprescindíveis para um bom desenvolvimento infantil. Assim, sempre incentive as crianças a agir com honestidade, desenvolver a afetividade, praticar gratidão e tolerância, buscar a assertividade nas decisões e assumir responsabilidades para que elas cresçam da melhor forma possível.

Gostou do nosso artigo? Aproveite que você está aqui e veja mais dicas sobre práticas pedagógicas!

Deixe uma resposta