Psicanálise e educação: qual a influência do método nas práticas pedagógicas?

Você sabia que psicanálise e educação andam juntas? Freud, o pai da Psicanálise, foi também um grande entusiasta da pedagogia e trabalhou em prol da compreensão dos educadores sobre a infância e adolescência.

As obras deixadas pelo psicanalista trazem constante preocupação com o processo da transferência, devido a grande influência que os professores exercem sobre as crianças fazendo com que elas transfiram os sentimentos que possuem pelos próprios pais para os educadores. Freud é, inclusive, um dos teóricos estudados nos cursos de licenciatura em educação.

O artigo de hoje vai esclarecer como a psicanálise pode ajudar no desenvolvimento de práticas pedagógicas, tanto pelos professores quanto pelas instituições de ensino. Acompanhe e tire suas dúvidas sobre o assunto!

Contribuição na relação entre professor e aluno

Um psicanalista pode atuar dentro de uma instituição de ensino ajudando os professores a compreender melhor seus alunos e a identificar a origem do comportamento das crianças e adolescentes em sala de aula.

Muitos estudantes sentem confiança no professor para contar segredos e relatar situações mais sérias, como abusos sexuais. Porém, nem sempre a situação é revelada de forma clara e objetiva. É preciso que o educador saiba ler os sinais.

A psicanálise é uma prática que ajuda a “ler” o indivíduo, identificando omissões e auxilia educadores a perceber o que crianças e adolescentes tem a revelar sobre o que os afligem.

Condução saudável das relações de transferência

O professor, na posição de educador de crianças e adolescentes, está sujeito a se tornar objeto de admiração do aluno. De maneira não intencional, os professores acabam substituindo a figura materna e paterna para os educandos. Sendo assim, é importante que o educador saiba como não reforçar essa relação, lidando de maneira profissional, responsável e inteligente com as situações decorrentes deste delicado processo.

Reconhecimento da individualidade do aluno

A psicanálise permite compreender que cada aluno é um ser individual, dotado de particularidades com relação à aprendizagem e ao relacionamento com os colegas de classe.

Desta forma, ela auxilia que professores, diretores e coordenadores pedagógicos de uma instituição passem a encarar os processos pedagógicos de forma flexível, estimulando a interação em grupo, e ainda consigam identificar e solucionar problemas e necessidades de forma efetiva e não traumática para a criança e o adolescente em questão.

Transformação da escola em uma instituição de aprendizado para a vida

Atualmente, há no mercado da educação várias instituições com métodos pedagógicos diferentes. Ao matricular uma criança é possível escolher não só a formação cognitiva, mas os valores éticos e morais passados aos alunos.

Cada vez mais é visível a preocupação dos pais em escolher uma instituição menos engessada e rigorosa. Os estudos de Freud permitem que psicanálise e educação andem juntas ao trazer suporte para as escolas agregarem à preocupação com os aspectos afetivos, sexuais, éticos e de cidadania ao seu currículo, formando não só alunos, mas cidadãos com pensamento crítico e intelectual evoluído.

Gostou de saber como a psicanálise e educação podem trabalhar juntas? Então curta a nossa página no Facebook e saiba mais sobre a psicanálise e suas vertentes!

Deixe uma resposta