O que a psicanálise diz sobre traição?

O significado do verbo trair, em sua origem latina, tem a ver com a entrega indevida de algo que pode prejudicar o outro, com quem se tem algum vínculo. Nas relações amorosas, esta entrega é manifestada muitas vezes pela quebra de acordo ou de confiança feito entre duas pessoas.

Cada um reage de forma diferente quando confrontado por uma crise na confiabilidade. Mas o que a psicanálise diz sobre traição? Sendo um ato que pode permear várias relações estabelecidas no mundo contemporâneo, a reflexão sobre seus motivos e consequências pode transformar a intimidade e a convivência amorosa.

A seguir, abordaremos de maneira mais completa o que a psicanálise diz sobre a traição. Confira!

Trair é normal?

A maior parte dos brasileiros admite que já teve alguma atitude ou relação extraconjugal na vida. Esta dimensão nos leva a pensar que trair faz parte da realidade de muitas pessoas.

Os motivos que levam à traição são muitos e variados, com frequências e graus de envolvimento bastante distintos. Por mais que seja considerado “normal”, a sociedade vê a traição como algo impróprio, passível de condenação e/ou culpa.

Por que as pessoas traem?

As justificativas nem sempre esclarecem os reais motivos de uma traição. Distância geográfica, atração física e sensação de aventura são trazidas como causas que impulsionam o ato, mas que podem esconder algo a mais.

A insatisfação com o próprio relacionamento amoroso é, em muitos casos, um elemento que leva a pessoa a desejar, procurar ou mesmo construir uma relação extraconjugal. No entanto, é necessário investigar profundamente as razões, levando em consideração a natureza de cada um e localizar o seu desejo.

Como lidar com a culpa de uma traição?

No caso de quem pratica, a culpa é um sentimento recorrente que pode piorar até mais do que o próprio ato de trair. Lidar com a culpa, no entanto, é o primeiro passo para quem deseja superar ou mesmo extrair do episódio um aprendizado para o autoconhecimento e o fortalecimento das relações.

Neste caso, procurar ajuda psicanalítica pode ser um dos catalisadores para transformar a culpa em algo positivo, construtivo para a intimidade.

Como superar uma traição?

Quando pensamos em traição, a palavra perdão vem muitas vezes associada. Em alguns casos, a situação leva ambos a perceber que o relacionamento não faz mais sentido. Para outros, é uma situação a ser contornada, e para isso deve ser superada.

Nesses casos, os prejuízos emocionais devem ser cuidados, a fim de buscar uma correspondência saudável com o parceiro. Criar canais para restabelecer a confiança é fundamental, recobrando deste modo a autoestima e o prazer com quem se tem um vínculo.

Como a psicanálise vê a traição?

Sendo um tema muito delicado, a psicanálise analisará cada acontecimento, extraindo dele o que tem de ideal, de frustração, de realização e de desejo. O tratamento é feito tanto individualmente como em casal, com o intuito de elevar os sentidos do trair para uma reflexão mais profunda e verdadeira.

Entender o que a psicanálise diz sobre traição pode trazer alívio e maturidade para as relações, criando uma anteparo necessário para absorver os episódios de modo ativo.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de acompanhar mais artigos sobre psicanálise nas nossas páginas em redes sociais. Estamos no FacebookYouTube e no Twitter!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.