O que faz um psicanalista?

Foi no final do século XIX que o então jovem médico Sigmund Freud começou sua pesquisa sobre a psique humana — que resultaria, anos mais tarde, na criação da psicanálise. Hoje, o desdobramento de suas ideias é considerado um campo clínico utilizado tanto para o tratamento psíquico quanto como instrumento para explicar nossa sociedade e o ser humano, sendo visitado constantemente pela filosofia, letras, comunicação e antropologia.

Entretanto, mesmo com toda sua abrangência e popularidade, é comum que as pessoas se questionem sobre o que faz um psicanalista. Quais são suas funções e o que é preciso para se tornar esse tipo de profissional? No post de hoje, responderemos a essas dúvidas Confira!

O que faz um psicanalista?

O ser humano sofre. Seja em menor ou maior grau, todas as pessoas têm problemas psíquicos e emocionais, como ansiedade, depressão ou problemas de relacionamentos com a família ou parceiro. Ou mesmos distúrbios mentais que são, em alguns casos, invisíveis ao próprio sujeito — como é o caso da psicopatia.

Nesse amplo contexto, o psicanalista é o profissional capaz de observar e analisar os processos mentais inconscientes de uma pessoa e, por meio disso, estimular o paciente a lidar com conflitos internos. Esse estímulo é realizado pelo profissional através de questões feita ao paciente, com o objetivo de entender a si mesmo, seu comportamento, suas pulsões e, por fim, viver melhor consigo mesmo e em sociedade.

Como é o trabalho de um psicanalista?

O principal instrumento para o trabalho do psicanalista é fala. Ao ouvir o paciente, ele poderá interpretar e — quando for o caso — questionar as mensagens conscientes e, principalmente, as inconscientes, e conduzir o tratamento por meio delas. Essa técnica foi estipulada por Freud e tem o nome de associação livre de ideias.

Os encontros acontecem no consultório do psicanalista, geralmente uma sala arejada, sóbria — para evitar distrações — e com dois locais para o paciente: uma cadeira para sentar-se de frente para o psicanalista e um divã, para deitar-se e ficar de costa. Ambos são utilizados em momentos distintos do tratamento indicado ao paciente pelo profissional.

O que é preciso para se tornar um psicanalista?

Para se tornar um psicanalista a formação é livre, apenas é necessário que o interessado faça um curso na área.

Não é raro que um psicanalista seja também um psicólogo ou psiquiatra. No entanto, é importante frisar que esses três profissionais têm formações e permissões distintas — o psiquiatra, por exemplo, é o único com autorização para prescrever ansiolíticos —, embora o propósito seja o mesmo: a cura de psicopatologias e o tratamento psíquico.

Esperamos que todas as suas dúvidas sobre o que faz um psicanalista tenham sido solucionadas com este texto. Mas, se tiver outros questionamentos ou quiser compartilhar sua experiência sobre o desejo de se tornar um psicanalista, deixe seu comentário e entre para a conversa!

Deixe uma resposta