O que faz um psicanalista? Conheça suas áreas de atuação

Desenvolvida há mais de 100 anos pelo pai da psicanálise, Sigmund Freud, essa ciência é tão atual quanto eficaz, principalmente na sociedade moderna.

Pressões da vida profissional, familiar e social, relações superficiais e mal administradas, sedentarismo e estresse são fatores que contribuem para uma baixa qualidade de vida. As pessoas continuam em busca do emprego ideal, do companheiro ideal e do estilo de vida que sempre sonharam. Se a busca não retorna resultado, alguns problemas devem ser tratados.

Mas, sob essa ótica, o que faz um psicanalista? Além de tratar e corrigir problemas, o trabalho do psicanalista consiste em prevenir que os ambientes profissional e pessoal interfiram um no outro, proporcionando equilíbrio e qualidade de vida.

E é dentro desse cenário que iremos detalhar a formação e a atuação desse profissional essencial no atingimento dos nossos objetivos.

Formação

Os cursos de formação em psicanálise, sejam on-line ou presenciais, são caracterizados como cursos livres, sem a necessidade de graduação específica. Embora o curso de psicologia contemple algumas disciplinas voltadas ao estudo dessa ciência, não é requisito essencial.

A formação profissional em psicanálise requer teoria e prática clínica, e o candidato deve se submeter a uma detalhada análise individual e supervisão clínica.

Pela seriedade das instituições e pelos resultados obtidos, a profissão é reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Área de atuação

O profissional terá um grande leque de serviços a oferecer. Com atuação abrangente, o curso abre possibilidades de atuar com indivíduos, grupos e instituições.

As atribuições começam pela análise primária, orientação, tratamento e acompanhamento dos pacientes, abrindo oportunidades de atuar em instituições, interpretando e elucidando conflitos e questões diversas, promovendo o desenvolvimento de relações saudáveis.

Outras áreas derivadas da análise contemplam o tratamento de traumas, ansiedade, obsessões e compulsões utilizando-se das teorias e das técnicas disponíveis.

Formas de atuação

O tratamento da dor e do sofrimento humano de maneira corretiva vem sendo uma das grandes demandas para o psicanalista. Problemas decorrentes do passado continuam a interferir no presente, e a dor causada por esses problemas impede que a própria pessoa encontre soluções. Dessa forma, o que o psicanalista faz é encontrar as causas e tratá-las.

Mas a prevenção pode representar excelente oportunidade. O mundo corporativo persegue excelente performance aliada à qualidade de vida, e, para obtê-las, é preciso mudar hábitos e comportamentos, lidar melhor com as situações de pressão e ansiedade, administrar conflitos, melhorar relacionamentos interpessoais e promover o autoconhecimento.

Sem o autoconhecimento, aspectos como autoconfiança, autoestima e autorrealização ficarão comprometidos.

Para melhor êxito, algumas instituições de ensino da psicanálise agregaram técnicas especiais para o profissional, tais como o curso de Regressão de Memória, curso de Hipnose Clínica e Acupuntura, que vêm se mostrando eficazes no tratamento das condições especiais dos pacientes.

O trabalho autônomo exige um consultório de atendimento, seja a indivíduos ou empresas. É interessante se planejar e pesquisar sobre as possibilidades de atuação dentro da sua cidade ou região, para que, após se formar, seu caminho esteja bem desenhado.

Grandes nomes como Sigmund Freud, Charles Brenner ou Jacques Lacan o precedem na jornada pela profissão de psicanalista. Com credenciais como essas, basta escolher uma boa instituição, se dedicar aos estudos e expandir os horizontes da sua vida profissional.

Afinal, o que faz um psicanalista bem-sucedido é sua grande contribuição para a sociedade.

Conseguiu entender o que faz um psicanalista? Então compartilhe este artigo nas redes sociais para que outras pessoas tenham acesso a este conteúdo!

2 comentários para este post
    • Olá Wagner,
      Entraremos em contato 😉

Deixe uma resposta para Comercial SBPI Cancelar resposta