Freud e a psicanálise: veja como surgiu essa vertente da psicologia

Freud e a psicanálise são substantivos intrinsecamente ligados. Não apenas porque foi ele quem inventou esse método terapêutico, mas porque ambos têm grande peso histórico, sendo verdadeiros símbolos do tratamento psíquico e de bases para explicações do comportamento humano.

Devido a essa importância, resolvemos abordar neste artigo um pouco do surgimento da psicanálise até os dias de hoje. Boa leitura!

O início da psicanálise

Sigmund Freud (1856-1939) foi um médico neurologista nascido na região da Morávia. Judeu, embora sua família não fosse muito ligada aos costumes da religião, este profissional da saúde cravou seu pé na história por ter criado a psicanálise. Uma frase curta como essa, porém, pode passar a ideia esse surgimento foi espontâneo, mas não o foi.

Por volta de 1897, Freud dedicava-se ferozmente a descobrir a causa e a cura para distúrbios histéricos de suas pacientes (a maioria eram mulheres burguesas). Utilizou métodos distintos para isso, entre eles massagens e eletroterapia. Sem resultados positivos, começou a utilizar a hipnose – nessa época trabalhava ao lado do médico austríaco Josef Breuer -, mas, sem o sucesso esperado, rumou à catarse que originou o método de associação livre, que seria uma das principais ferramentas da psicanálise.

Nos anos seguintes, aprimorou sua percepção em relação à psique humana criando conceitos de trauma, e as teorias do sonho e do inconsciente, além da teoria  do Complexo de Édipo. Nascia a Psicanálise.

As primeiras repercussões de Freud e a psicanálise

Entre os anos de 1901 e 1905, Freud dedicou-se a publicar relatos de seus casos clínicos. E se suas teorias já chamavam atenção da comunidade médica internacional – seja recebendo críticas ou reconhecimento -, agora profissionais de saúde de vários países tornaram-se seus seguidores. Assim, foi fundada a Sociedade Psicológica das Quartas-Feiras, um círculo para discussão das ideias do médico. No grupo estavam nomes como Paul Federn, Otto Rank, Fritz Wittels, Isidor Sadger.

Entre seus seguidores, contudo, o que se tornaria mais famoso seria seu assistente Carl Gustav Jung (1875-1961). Primeiro não-judeu a estudar a psicanálise por Freud, Jung esteve em companhia de seu mestre entre 1907 e 1912, quando a relação dos dois não suportou desvios interpretativos e dissolveu-se. Depois disso, o império austro-húngaro se desfez e Berlim tornou-se a casa da Freud e, consequentemente, do círculo psicanalítico.

Na década de 1920, Freud publicaria três obras essenciais: “Mais-além do Princípio de Prazer” (1920), “Psicologia das Massas e Análise do Eu” (1921), “O eu e o isso” (1923). Os anos que se seguiram sedimentaram, além da sedimentação da teoria psicanalítica, várias disputas de seus seguidores. Uma delas seria Anna Freud, sua filha.

A psicanálise pós-freudiana

Assim como qualquer ciência, a psicanálise evoluiu nas mãos de profissionais predecessores de seu criador. A primeira delas foi Anna Freud (1895-1982), filha de Freud e nêmeses de Melaine Klein (1882-1960). Ambas defendiam posições antagônicas sobre psicanálise em crianças. Outros grandes nomes que não só influenciaram, mas contribuíram para sua disseminação no mundo, principalmente Europa e América Latina, como Wilfred Ruprecht Bion (1897-1979) e Erich Fromm (1900-1980).

Mas foi nas mãos do francês Jacques Lacan (1901-1981) que a psicanálise teve sua maior remodelação. Sua maior contribuição foi a de retornar a conceitos freudianos e utilizar da linguística colocando o campo de ação da psicanálise na fala.

E então, o que achou deste breve panorama da história de Freud e da psicanálise? Essa é uma história longa e que ainda está sendo escrita. E você, que tal contar-nos o que sabe sobre Freud e a psicanálise? Deixe um comentário abaixo e vamos continuar essa conversa.

2 comentários para este post
  1. Olá, bom dia muito bom, esses artigos sobre a Psicanálise, principalmente pra me que sou estudante de Psicanálise. Gostaria muito de receber mais sob se possível. Abraço a tds e um bom final de semana.

    • Olá Maciel!
      Visite sempre o blog que toda semana tem assunto novo.
      Aproveita também e se inscreva no canal do Youtube e receba os novos videos sempre que publicados.Canal Youtube SBPI

Deixe uma resposta