Como a psicanálise pode ajudar na superação da depressão?

A superação da depressão é uma meta a ser alcançada gradativamente. Essa doença já é considerada pela Organização Mundial de Saúde como a quarta causa de adoecimento na população mundial, e os tratamentos variam de acordo com múltiplos fatores, principalmente em relação à intensidade com que a depressão se manifesta.

O processo para a superação da depressão pode envolver o uso de medicamentos, atendimentos psicológicos ou a associação de ambos. Para tanto, é preciso avaliar o paciente como um todo e elaborar a conduta terapêutica mais condizente com seu perfil.

Dentro dos tratamentos preconizados, a psicanálise vem se destacando como uma estratégia terapêutica com resultados positivos para o paciente depressivo. Neste post, trazemos algumas informações sobre a condição e as ferramentas que a psicanálise pode oferecer no combate à depressão. Confira!

Fisiopatologia da doença depressiva

A depressão é uma doença crônica em que o paciente perde o entusiasmo de viver. O humor depressivo impede a realização de novas atividades, dificulta o comportamento proativo e gera um sentimento triste ou de indiferença e sem perspectivas.

Ela pode vir associada a outros sintomas como irritabilidade, ansiedade, falta de paciência com as pessoas, hipersonia ou, ao contrário, insônia, perda ou ganho de peso e dificuldade em sentir qualquer tipo de prazer cotidiano.

O senso comum acredita que as pessoas são ou estão depressivas por responsabilidade própria, porém, estudos científicos já mostraram alterações cerebrais significativas — tais como baixa de neurotransmissores excitatórios e reorganização cortical. Assim, a superação da depressão requer um tratamento clínico e não depende meramente da vontade do indivíduo.

Tratamentos medicamentosos para a depressão

A principal linha de tratamento para a depressão envolve o uso de antidepressivos, ansiolíticos ou uma combinação de ambos.

Para surtirem efeito, são necessárias pelo menos três semanas de tratamento. É o tempo para que ocorra uma reorganização cerebral e adaptação do organismo à farmacocinética dos medicamentos.

Normalmente psiquiatras recomendam que o paciente faça também terapia a fim de potencializar a cura e até mesmo como forma de acompanhamento durante e após a retirada dos medicamentos.

A psicanálise como ferramenta para superação da depressão

A terapia psicanalítica procura desvendar profundamente as causas individuais da depressão. Frequentemente, os sintomas de tristeza e melancolia escondem uma incapacidade de lidar com problemas cotidianos e uma profunda crise na autoestima. Escolas psicanalíticas abordam a depressão por diferentes aspectos, tendo em comum a teoria desenvolvida por Freud principalmente na obra “Luto e Melancolia”.

Na terapia psicanalítica, é possível enxergar os fatores contribuintes e trabalhar na autoavaliação, dando ao paciente ferramentas permanentes para lutar contra a depressão. Esses fatores podem ser encontrados em vivências da infância, em desejos e relacionamentos, em sentimentos recalcados e assim por diante.

Suponhamos que um paciente esteja perdendo muito peso sem causa aparente. Normalmente, associa-se o sintoma a uma doença metabólica subjacente. Mas, se após exames for constatada a normalidade do organismo, faz-se necessária uma avaliação psicológica para se entender o que pode estar causando a falta de apetite e como isso muda a vida da pessoa.

O tratamento psicanalítico procura compreender, juntamente com o paciente, comportamentos ou situações que provocam determinadas atitudes. Ao avaliar quais características da personalidade estão favorecendo a anedonia e como esses aspectos estão conectados à perda de apetite, por exemplo, o psicanalista pode ajudar o paciente a detectar comportamentos e até mesmo pensamentos que precisa evitar e como fazer para modificá-los.

A psicanálise evita a medicalização, mas em alguns casos ela se torna necessária, tendo duração variada. É preciso monitoração clínica do paciente e, por vezes, a terapia pode se estender para ajudar a pessoa a se manter em um estado mental favorável.

A superação da depressão é um objetivo terapêutico almejado conjuntamente por psicanalista e paciente. As vantagens da psicanálise no tratamento da depressão estão na investigação das causas mais profundas que favorecem ou desencadeiam os sintomas depressivos. Assim, a pessoa conhece mais profundamente a si mesma e dispõe de métodos internos para melhorar.

Por isso, o psicanalista deve obter conhecimento sobre as doenças psiquiátricas para melhor conjugar a abordagem com a personalidade e as peculiaridades de cada paciente.

E então, conseguiu entender como a psicanálise pode ajudar na superação da depressão? Se quiser aprofundar seus conhecimentos em psicanálise e se divertir um pouco, não deixe de ler também este post com 7 séries para psicanalistas que você precisa acompanhar!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.