7 mitos e verdades sobre a hipnose

Você, provavelmente, já deve ter visto em algum filme ou na TV uma cena em que algum personagem era hipnotizado e ficava totalmente a mercê, em um transe inconsciente, certo? Pois saiba que muito das coisas que vemos e lemos sobre essa técnica não passam de meros mitos.

A hipnose não é truque nem armação. É um método terapêutico seguro e eficaz, que pode auxiliar muitas pessoas na busca do autoconhecimento e no tratamento de traumas. Para você ficar sem dúvidas e esclarecer os equívocos, conheça sete mitos e verdades sobre hipnose.

1. A pessoa hipnotizada fará tudo que o hipnólogo comandar

Isso é mito. O paciente que está sob hipnose não faz nada contra sua vontade e seu livre arbítrio é mantido. Os princípios de uma pessoa e seus valores são protegidos pelo inconsciente, portanto, durante esse procedimento, nada que você não faria acordado irá acontecer.

2. A pessoa hipnotizada pode revelar todos seus segredos sem querer ao hipnólogo

Isso também é mito. Como falamos no tópico anterior, a mente conserva sua vigilância mesmo durante a hipnose, preservando a integridade das pessoas. Em certos casos, o paciente raramente fala, apenas seu inconsciente é trabalhado silenciosamente.

3. A hipnose e a meditação são coisas diferentes

Isso é verdade! Na meditação, a pessoa treina a mente para relaxar e procura bem-estar, mas não existe um objetivo terapêutico. A hipnose é um tratamento que tem o objetivo de auxiliar o paciente a mudar alguma conduta ou pensamento.

4. O hipnólogo controla a mente dos pacientes

Mito. Lembre-se, o hipnólogo é um facilitador nesse processo. Portanto, para que esse procedimento funcione, tem que existir uma relação de confiança entre ele e o paciente, uma vez que ninguém é hipnotizado sem permissão.

O hipnólogo cria uma ponte entre a mente consciente e o inconsciente, o que dá espaço para que o paciente acesse um determinado estado de consciência e possa desfrutar do seu próprio potencial.

5. Uma pessoa pode não voltar de um transe

Mais um mito, uma vez que não é possível ficar preso em um transe. Se por um acaso o paciente estiver vivenciando uma experiência ruim durante a hipnose ou estiver em um transe muito profundo, em algum tempo este transe naturalmente se transforma em sono fisiológico, e a pessoa acorda normalmente.

6. A pessoa fica totalmente inconsciente em um transe

Novamente um mito. Durante a hipnose, é preciso acessar as informações do inconsciente, como as memórias, por exemplo, para chegar ao ponto vital do problema que se quer tratar. Entretanto, o paciente precisa manter o estado consciente para participar do processo de cura. No estado do transe, o consciente e o inconsciente estão apenas dissociados, porém trabalhando em conjunto.

7. A hipnose não consegue ativar uma supermemória

Isso é verdade. Muitas pessoas acreditam que, através da hipnose, vão conseguir lembrar de algum detalhe exato de algo que vivenciaram.

De fato, a hipnose consegue ajudar pacientes a relembrar fatos e potencializar a memória, entretanto, essas lembranças acessadas costumam ser marcantes, que se encontram bloqueadas por algum motivo. Se algo foi esquecido completamente, não tem como trazer a lembrança dele de volta.

Entender os mitos e verdades sobre hipnose desmistifica esse método e mostra como as pessoas, com a ajuda de um bom profissional, podem utilizar essa ferramenta em seu tratamento para conseguir atingir seus objetivos e ter uma vida melhor.

Você acreditava em algum mito sobre a hipnose? Conte para a gente nos comentários o que mais te surpreendeu nesse post!

Deixe uma resposta